2003

10 de Janeiro. (Jornal do Brasil/Gente) Depois de 20 anos usando lentes de contato, a cantora Marina Lima deu um basta. Ontem, foi submetida a uma operação a laser para corrigir os cinco graus de miopia. (autor desconhecido)

24 e 25 de Janeiro. Daniela Mercury sobe ao palco da Concha Acústica do Teatro Castro Alves, em Salvador para gravar seu primeiro DVD para a MTV. Uma superprodução com direção de Nelson Motta, cenografia de Gringo Cardia e figurino de Glória Coelho. La Mercury recebe, entre outros artistas, nacionais e internacionais, a cantora Marina Lima. O título do DVD será “Eletrodoméstico”, música composta por Marcelo Yuka e Falcão, do Rappa, especialmente para ela.

3 de Fevereiro. (Revista Estilo de Vida) Em homenagem à respeitada estilista Maria Cândida, da Maria Bonita, que morreu em Dezembro, o desfile da marca, no Fashion Rio, no MAM, cedeu lugar a uma projeção de slides com as criações da estilista para este inverno. “Ela deu identidade a uma moda que consegue ser ao mesmo tempo descontraída e chique”, explicou Marina Lima, que foi especialmente para a exposição. (autor desconhecido)

5 de Fevereiro. A cantora Marina Lima foi conferir o show da Fernanda Porto, no Canecão.

(iG Notícias) Marina Lima define repertório do Acústico MTV: A cantora Marina está se preparando para gravar o Acústico MTV. As gravações serão em Março e o programa irá ao ar no mês de Maio. O repertório já foi escolhido pela própria cantora. – Serão dezoito músicas, sendo três inéditas, dez grandes sucessos e cinco do tipo “lado B”, revelou Marina Lima. (autor desconhecido)

6 de Fevereiro. Aderindo às transparências que se confirmaram no Fahsion Rio como tendência para o inverno, Marina Lima, que vestia blusa branca bem see-through, ficou na primeira fila do desfile de Marcia Ganem.

15 de Fevereiro. (Jornal O Globo/Ela) Marina Lima registra sua passagem pelo Fashion Rio – Espaço ELA/Citroën, no Museu de Arte Moderna. (autor desconhecido)

28 de Fevereiro. (Redação MTV.com.br) Já está confirmado, o próximo acústico da MTV vai ser com a Marina Lima. A EMI Music do Brasil e a cantora assinaram um contrato com a MTV para a realização do evento. O lançamento de um CD e de um DVD também estão programados. Marina retorna à EMI após sete anos tendo lançado trabalhos na Universal e na Abril Music. O repertório do CD será composto de seus maiores sucessos incluindo três faixas inéditas. O presidente da gravadora, Beto Boaventura, está muito feliz com o acontecimento: “Marina Lima é uma das maiores estrelas da MPB. Com certeza será um dos lançamentos mais importantes de 2003.” Do nosso lado a reação é igual. “Somos fãs dela, vamos poder mostra a beleza e a poesia de Marina” disse Anna Butler, diretora de relações artísticas da MTV Brasil. “Estou feliz. Sempre quis me aproximar da MTV do Brasil, estar mais perto desse grupo que ajudou a mudar o rumo da música jovem no nosso país”, declarou a cantora. O acústico será gravado dia 21 e 22 de março no estúdio da Trama em São Paulo. (autor desconhecido)

2 de Março. 2 anos do site “O Encanto de Marina Lima”.

3 de Março. (O Fuxico.com.br) Marina Lima não chegou a se desesperar com o fechamento da Abril Music. A cantora carioca lança no mês que vem o projeto “Acústico MTV” pela EMI Music. O Contrato foi assinado há 1 semana e a gravadora está feliz com o retorno de Marina Lima. Aposta, inclusive, que este será um dos anos mais importantes por causa do lançamento do CD e DVD da cantora.

9 de Março. Sempre low profile, Marina Lima aproveitou o intervalo dos ensaios de seu “Acústico MTV” para curtir um pouco o desfile das campeãs do Carnaval carioca. Com a voz mais rouca que o normal, a cantora volta aos seus ensaios assim que deixar o Sambódromo.

18 de Março. (Drops MTV) Após Cássia Eller, Paula Toller, Rita Lee e Gal Costa, chegou a vez de mais uma diva da MPB gravar seu “Acústico” pela MTV. Essa é a hora e vez de Marina Lima receber convidados, pegar seu violão e mostrar as versões desplugadas de seus maiores sucessos, além de canções inéditas.

21 e 22 de Março. Marina grava, no Teatro Trama (SP), o Acústico MTV. O programa, que vai ao ar em junho na TV, vai gerar um CD (que estará nas lojas logo após sua exibição) e um DVD com o mesmo nome, pela gravadora EMI Music Brasil. Os convidados especiais para a gravação são: Martinho da Vila, Fernanda Porto, Alvin L. e Liminha. O repertório vai contar com os sucessos da carreira de Marina e 3 músicas inéditas, duas delas compostas com Alvin L. e uma com seu irmão e parceiro Antônio Cícero. A cantora retorna à EMI após sete anos, tendo lançado trabalhos neste período na Universal e mais recentemente na Abril Music. Foram quatro os trabalhos lançados pela EMI: “Marina Lima”, “O Chamado”, “Abrigo” e “Registros à Meia-Voz”.

Abril. (Revista Vizoo 30) Duda Mendonça entrevista a cantora Marina Lima, que fala de sua carreira, da difícil fase que passou e do seu próximo lançamento: um acústico para a MTV com suas principais canções. (leia abaixo alguns trechos da entrevista)

Vizoo – Nas primeiras capas você tinha um cabelo cacheadão…

Marina Lima É… Foi de uma hora para outra.Eu era uma menina que adorava música, que compunha, que tocava guitarra, que queria ter uma banda, e tal, e assinei contrato com o André Midane, que era o homem mais importante do Brasil na época em música. Foi tudo muito de repente.

V – Quando você viu que viveria de música? Foi no momento que você fez a audição na Warner?

MLNão, naquele momento percebi que eu poderia ser uma artista, de repente aquilo que eu sonhava poderia se tornar uma realidade. Acho que me senti artista quando vi a depuração do meu trabalho, quando comecei a perceber que eu tava querendo crescer, melhorar minha expressão…

V – Tem uma influência que você carrega desde o princípio da carreira?

MLTem uma influência de composição, sempre fui fã dos Beatles. Há muito tempo atrás li, antes do Kurt Cobain morrer, que ele gostava de Paul McCartney e John Lennon. Aí entendi o porquê da minha empatia com o trabalho do Nirvana. Por causa das canções. Acho as canções dele obras-primas. Ele ouvia muito Beatles.

V – Marina, qual o teu maior orgulho?

MLMeu maior orgulho profissional foi o de ter me tornado uma cantora e compositora popular no Brasil. A minha vida inteira morei fora, eu era estrangeira lá e fui ver, era estrangeira aqui. Não me identificava muito com nada. Sou brasileira, tem lugar para a minha música aqui. E ela pode inclusive ser popular.

V – Você se arrepende de alguma coisa?

ML Arrepender, não, mas eu mudei muito, eu mudei muita coisa. Acho que tudo que acontece vale como experiência, até para você saber quem você é. Até nas cagadas você descobre coisas. O segredo é achar uma forma de viver na qual você possa ser mais feliz do que infeliz, acho que a questão é essa.

3 de Abril. Marina Lima, que acabou de gravar o CD “Acústico MTV”, foi uma das convidadas do programa “Gordo a Go Go” da MTV, com João Gordo. A cantora contou sobre a experiência da gravação do disco no formato acústico.

7 de Abril. (EMI Music) Será lançada, no dia 17 de Maio, nas rádios de todo o país, a nova música da cantora Marina Lima – “Sugar”. Composta por Marina e Alvin L., teve também gravada uma versão em estúdio, já que faz parte da trilha da novela das 18h da TV Globo – “Agora É Que São Elas” -, como tema do personagem Vitório Augusto, interpretado pelo ator Paulo Vilhena. (autor desconhecido)

9 de Abril. O CD e o DVD “Acústico MTV Marina Lima” estarão nas lojas logo após a exibição do programa, em Junho próximo.

17 de Abril. Marina Lima prestigiou o produtor da Conspiração Filmes, Candê Salles, que comemorava seu aniversário no Baronneti.

18 de Abril. (Revista Caras) Marina Lima na festa de lançamento da nova empresa de telefonia, Vivo, que une as sete operadoras da joint venture entre Portugal Telecom e Telefónica Móviles. (autor desconhecido)

21 de Abril. (Revista MTV 24 – Entrevistão) Marina Lima fala de tudo. Dos seus 5 anos, quando esteve morando nos EUA, até hoje, às vésperas do lançamento do seu “Acústico MTV”. (autor desconhecido)

27 de Abril. Estréia, na MTV brasileira, o programa semanal “Daniella no País da MTV”, que vai mostrar os bastidores das gravações de programas e shows, revelar os erros de apresentadores e convidados e empreender algumas viagens pelo túnel do tempo, com cenas de programas já extintos. A  apresentadora  Daniella  Cicarelli,  neste primeiro programa, entrevista Marina Lima e relembra a primeira transmissão da MTV Brasil, em 20 de outubro de 1990.

5 de Maio. Morre Wally Salomão.

Marina grava, no Alto da Boa Vista, participação em cena da novela “Agora É Que São Elas”. Na trama, a cantora anima a festa de Van Van (personagem de Marisa Orth), em celebração à paz. Estiveram presentes: Duda Nagle (na foto com a cantora), Débora Falabella, Paulo Vilhena, Thaís Fersoza, Ana Kutner, Maurício Mattar, Daniel Ávilla e Karina Bacchi.

8 de Maio (Revista MTV 25 – Bastidores) A própria Marina escreve suas impressões sobre o “Acústico MTV Marina Lima”, que vai ao ar no dia 13 de junho. (autor desconhecido)

15 de Maio. Marina Lima faz uma participação na novela “Agora É Que São Elas” da Rede Globo.

19 de Maio. (por e-mail) A cantora Marina Lima (na foto com Gringo Cardia) em evento no Cine Odeon BR, que o ministro Gilberto Gil nomeou o representante do Ministério da Cultura no Rio de Janeiro.

25 de Maio. Morre Almir Chediak.

Chega ao mercado o CD “A Bossa de Marina” (Universal Music). Esta compilação reúne os maiores sucessos de uma das intérpretes mais consagradas da MPB e presenteia os fãs com os hits, “À Francesa”, “Nosso Estranho Amor”, “Eu Te Amo Você” e “Nada Por Mim”. Destaque para a versão lenta e sensual do clássico, “Garota de Ipanema”.

4 de Junho. (Globo.com) Executivos da MTV se reuniram nesta manhã com jornalistas no shopping Jardim Sul, no bairro do Morumbi, em São Paulo, para fazer a pré-estréia do “Acústico MTV Marina Lima”.(autor desconhecido)

5 de junho. (GloboNews.com) Marina Lima fez uma prévia do Acústico MTV em São Paulo, seguido de entrevista coletiva. O disco vai para as lojas nesta sexta-feira e o programa irá ao ar no próximo dia 13. Além de seus grandes sucessos, o repertório tem as inéditas ”Sugar”, ”A Não Ser Você”, que ela diz ter sido influenciada pelo trabalho da banda Los Hermanos, que considera original e o samba ”Arco da Luz”. (autor desconhecido)

(Jornal O Globo) Ao lançar CD e DVD com seus sucessos, compositora assume que procura reencontrar o público brasileiro. Marina Lima expõe seu projeto grandioso sem parecer petulante. Depois do longo processo de superação de uma depressão ela parece segura do que está fazendo. Fala ao mesmo tempo do desejo despudorado de ser popular, tocar no rádio e fazer shows pelos cafundós do Brasil e orgulha-se do seu progresso formal como compositora, flagrante no “Acústico MTV”, CD e DVD que a emissora musical lança com o habitual especial, no dia 13 de junho. (autor desconhecido)

8 de Junho. (Jornal O Globo) Marina Lima aparece em ótima forma no “Acústico MTV” desta sexta-feira (dia 13), às 22h. O repertório do show inclui sucessos como “O Chamado”, “Pra Começar” e “À Francesa” e a inédita “A Não Ser Você”, composta em parceria com Alvin L. (autor desconhecido)

9 de Junho. (Revista Época) A cantora celebra 24 anos de carreira em 14 faixas (três delas inéditas), arranjadas para cordas. Gravado em março em São Paulo, o álbum exibe clima emotivo e carregado. É preciso lembrar que Marina perdeu a voz rouca que a fez famosa, problema de saúde, e hoje o que se ouve não passa de uma vibração angustiante do que foi. Ainda assim, é comovente ouvir suas parcerias com o irmão Antonio Cícero, como “Virgem” e “Pra Começar”, lançadas nos anos 80 e ainda cheias de sentido.

10 de Junho. (O Dia On-line) A voz já não é a mesma dos áureos tempos, apesar de nítida melhora. Só que Marina Lima também nunca foi cantora de impressionar pela potência vocal. O que sempre fez a diferença foi o tom charmoso de sua música, situada na tênue fronteira entre o pop e a MPB. Ao surgir em 1979, Marina abriu caminho para que cantoras como Marisa Monte pudessem transitar com naturalidade entre o pop e a música “brasi leira”. Por isso, o convite para Marina gravar CD e DVD na série ” Acústico MTV” é justo. Afinal, essa carioca de postura roqueira – e salutares flertes com o samba e a Bossa Nova – ajudou a formatar o conceito de pop no Brasil. Elegantemente produzido por Marcelo Sussekind, o “Acústico MTV de Marina Lima” seria impecável se a voz da cantora estivesse em forma. Ainda assim, os arranjos chiques (calcados nos teclados de Fábio Fonseca e nos violões de Fernando Vidal e Christiaan Oyens) validam o projeto.

11 de Junho. Exibição do programa Disk MTV com a cantora Marina Lima.

Marina Lima conversa com internautas no Chat MTV (no site da MTV Brasil).

12 de Junho. (Som Livre.com) “Marina Lima quer estar na boca do povo”. Marina Lima não gosta do passado. Ela titubeou um bocado antes de aceitar o convite da MTV para a gravação de um programa na série “Acústico”. Não sabia o que fazer e não se via mais cantando coisas que compôs nos anos 80, contando todas aquelas histórias. (…) Mas ela aceitou. E confessa que foi pensando no sucesso que o projeto da emissora musical costuma alcançar que dominou sua vontade de só olhar para frente. Ela mesma se explica: “Fiquei ausente por um tempão e quando voltei muita gente nova tinha aparecido. Fiz o “Acústico” para refazer meu elo com o povo do Brasil. Quero voltar a ser entendida pelo brasileiro, não ser aquela coisa elitista, distante. Quem quer fazer coisas assim, que vá morar em Londres. Eu gosto do meu país e é para as pessoas daqui que quero cantar. Quem sabe, com o aval do “Acústico”, eu consiga trazer as pessoas pro meu lado de novo?”. (…) O programa vai ao ar no dia 13 de junho. Isso traz Marina, aos 47 anos, de volta com suas canções conhecidas. Mais linda do que nunca, ela reafirma sua relação com o tempo e diz que o bom é agora, o bom ainda está por vir: “Eu gosto de envelhecer. Gosto de profundezas, de subjetividades. Foram muito legais os 20 anos. Mas o que tá valendo é o agora, essa experiência que faz toda a diferença”. Seja bem-vinda, Marina… (por Marcus Preto)

13 de Junho. Exibição do programa “Acústico MTV Marina Lima” na MTV Brasil.

15 de Junho. (JB On-line) Luciano Ribeiro faz 10 perguntas à cantora Marina Lima…

LR – Qual a sua expectativa em relação ao projeto acústico?

MLBoa. É um formato popular e vencedor no Brasil. Os brasileiros adoram essa sonoridade, talvez pela familiaridade do violão na cultura musical do país. Espero chegar mais perto do Brasil com esse projeto, responde a cantora.

17 de Junho. (No Mínimo.com.br) O jornalista Artur Dapieve escreve o texto “Marina à Japonesa”. Como define o internauta Oleno Netto: “Uma linda crítica ao trabalho da Marina.”

18 de Junho. (Jornal O Globo) [Nota 10] Para o “Acústico MTV” com Marina. A cantora reviveu sucessos como “Fullgás” e “Grávida”. A luz estava linda; a direção, primorosa; a cantora, maravilhosa como sempre. (por Patrícia Kogut)

(Revista Isto É) “Acústico MTV Marina Lima” (EMI-Music) – Ouvir uma canção nova de Marina é sempre perceber uma assinatura, hoje indelével na música pop brasileira. Marina começou pop, se fartou de bossa nova, voltou a ser pop e passou a flertar com a música eletrônica – tão passível de influenciar e tão difícil de exercer boas intenções. Neste seu indefectível acústico – afinal, quase só faltava Marina gravar um -, a intérprete e cantora de voz rouca perpetra três novas composições. “A Não Ser Você”, em parceria com Alvin L., presença bem-vinda em vários de seus discos, vem com sotaque pop-rock; “Sugar”, também ao lado de Alvin L., introduz momentos rap e aquele balanço cariocado, tão característico da cantora; e o samba-rock-canção “Arco  de  Luz”, que traz a assinatura conjunta de Antonio Cícero, apresenta um duo inédito e surpreendente com Martinho da Vila, que com ela também entoa “Tom Maior”, de sua autoria. Não fosse um desfilar irresistível de antigos hits de Marina Lima, entre eles “Arco de Luz”, “Virgem”, “Pra Começar” e “Fullgás” valeria o disco inteiro. Ouça sem parar. (por Apoenam Rodrigues)

25 de Junho. Lançamento do DVD “Acústico MTV Marina Lima”. Além do show na íntegra, assista ao “Making of do Show” e uma super-entrevista com a cantora; veja também as melhores fotos do show na “Galeria de Fotos”. As novidades do DVD são as três músicas bônus – “Me Chama”, “Casa e Jardim” e “Não Sei Dançar”, e a função “Câmeras Multiângulo” (escolha uma das três câmeras para assistir à performance da Marina com seus convidados: Fernanda Porto, que toca sax e canta o sucesso “Charme do Mundo”; Liminha, que toca o baixo na, já clássica, “Fullgás”; e Martinho da Vila, que divide os vocais na inédita “Arco de Luz”).

28 de Junho. Marina inicia turnê de lançamento do CD “Acústico MTV”, em Belo Horizonte.

Julho. (Revista TPM # 23) “Eterno Retorno” – Marina Lima está de volta, aos 47 anos, mais sensual, mais bonita e em constante mutação, como ela mesmo diz, a pop star solta timbre e fala sobre depressão, sobre Ter perdido a voz e, finalmente, sobre ter reencontrado o sentido da vida. A cantora é uma pop star. Coloca 50 mil pessoas num estádio, todas repetindo o que canta, entoando letras que criou em seu quarto, dançando ritmos que inventou com sua guitarra. Elas estão ali, única e exclusivamente, por sua causa. Têm seu pôster na parede. Seus discos. Elas a idolatram. Marina está no auge da carreira, em turnê pelo Brasil, faturando uma bolada. Ela é estrela, dá autógrafos, compõe hits há quase 20 anos. A fama foi feita para ela. Um dia acorda e começa a achar tudo o que faz é besteira, é raso, sem graça. Apatia. Tristeza. Dor. Medo. A voz, que sempre foi sua alma, vai embora. Cancela 60 shows pelo país, desmarca entrevistas e gravações. Pela primeira vez na vida, está impossibilitada de exercer seu dom: cantar. Então, aos 40 anos, sai de cena. Adiante a fita sete anos… A voz voltou. O suficiente para segurar algumas notas e fazer o que mais gosta: cantar. Acústico da MTV. Seus fãs, ela percebe, souberam esperar. Mais curioso ainda: há outros, novos, prontos a abraçá-la. Está mais velha e, surpresa, mais bonita e sensual. Se olha no espelho e, finalmente, vê a pessoa que sempre foi, mas havia perdido. Ela é Marina Lima. E nada nela fugaz. Nos encontramos no Bar d’Hotel, no Hotel Marina, no Leblon. Justiça poética, enfim. Mas havia barulho no bar [a máquina registradora funcionava freneticamente] e ela preferiu descolar um quarto para que conversássemos mais livremente. (por Mille Lacombe)

4 de Julho. (Jornal O Globo/Rio Show) “Marina Lima intimista para o grande público” – Cantora apresenta no Canecão o repertório do disco “Acústico MTV”, de hoje a domingo.

(Jornal do Brasil/Programa) “Voltando aos braços do público” – Em três shows no Canecão, Marina Lima aposta no projeto “Acústico MTV” para ser novamente popular.

(RJTV 1ª Edição/TV Globo) Marina Lima foi a convidada do quadro “Bate-papo”, com repórter Edney Silvestre. A gravação aconteceu na última quarta-feira, dia 2, na praia do Leblon, no Rio de Janeiro. A cantora e o repórter lembraram o primeiro show de Marina no Teatro Ipanema, em 1979. Marina Lima revelou que perdeu a voz ao passar por um período de depressão e garantiu que nunca fez cirurgia nas cordas vocais.

6 de Julho. (Jornal O Globo) Marina Lima termina, no Canecão, a temporada carioca de seu “Acústico MTV”. No show, ela apresenta arranjos diferentes para sucessos como “Fullgás”, “Grávida”, “Charme do Mundo” e “Virgem”. Mas também novas composições como “Sugar”, “A Não Ser Você” (em parceria com Alvin L.) e o samba “Arco de Luz”, composta com o irmão e letrista mais constante, Antonio Cícero. (autor desconhecido)

(Culturall.com.br) “Marina Lima – Uma noite e meia desse sabor” – Reportagem sobre a primeira noite de apresentação da cantora no Canecão. A cantora mostra mais uma vez que, mais do que trilha sonora na vida das pessoas, suas músicas já são clássicos do espólio da música popular brasileira. (por Daniel Santos)

12 de Julho. (Jornal O Globo/Ela) Marina Lima, com seu estilo cool, no estande do disputadíssimo Espaço ELA/Citöen, no Fashion Rio, evento de moda que movimentou o Museu de Arte Moderna. (autor desconhecido)

(Revista MTV 27 – Lançamentos de CDs) Mais  um  lançamento  da  série  de  acústicos  da  MTV. Desta vez o projeto bacana traz a grata surpresa de apresentar uma das maiores cantoras e compositoras brasileiras da geração 80. Marina Lima revisita antigos sucessos de uma maneira nua e crua e ao mesmo tempo bela, ou, como ela mesmo define, tosco como o acústico da banda Nirvana. (…) Coisa finíssima, pode acreditar. (autor desconhecido)

23 de Julho. (Jornal Extra!) Marina Lima está em ótima fase de sua carreira. Além do sucesso do seu “Acústico MTV”, a cantora foi convidada para posar semi-nua no site Paparazzo e recebeu um convite da revista Playboy para fazer um novo ensaio para o mês de dezembro. Em tempo: Marina tem 48 anos e esbanja um corpinho de 25.

25 de Julho. Estréia nos cinemas “Paulinho da Viola – Meu Tempo é Hoje”, dirigido por Izabel Jaguaribe e roteirizado por Zuenir Ventura. Um dos destaques do filme-documentário é a participação da cantora Marina Lima cantando “Para Um Amor no Recife”, de Paulinho da Viola.

29 de Julho. Marina Lima é uma das convidadas do Programa do Jô. A cantora está lançando Acústico MTV, com seus grandes sucessos e três músicas inéditas. O trabalho teve a participação de Alvin L., Fernanda Porto, Liminha e Martinho da Vila. Ela disse estar muito feliz com o resultado do trabalho e elogiou a elaboração do projeto pela MTV.  Marina  Lima deu uma palhinha da versão que fez para a canção Hollywood, de Madonna: Salvador. Também cantou um trecho da música Arco de Luz. O lugar mais remoto no qual ela se apresentou é a cidade de Paraopebas, no interior do Pará. Fotos de um ensaio que ela fez para a revista Playboy, de sua carreira e de sua infância foram exibidas no telão. Ela disse que tem alguns rituais antes dos shows, como ficar quieta e sozinha por algumas horas. Tem tantos amigos maquiadores que aprendeu a maquiar com eles e isso se tornou um de seus passatempos. No Fundo da Caneca, Marina cantou Fullgás.

30 de Julho. Marina esteve no programa ‘Radar’, da Nova Brasil FM (SP). Ela falou sobre o “Acústico MTV”, o critério de escolha das músicas do CD/DVD, a turnê que está fazendo pelo Brasil e especialmente sobre o show de São Paulo. Ela disse que o show será bem maior que o do programa e que serão incluídas as músicas “Criança” e “Salvador” (esta a versão que ela fez da música “Hollywood” de Madonna). Por fim, anunciou a música “Fullgás”.

31 de Julho. Marina Lima grava uma entrevista onde fala sobre o novo show, no programa “Metrópolis”, da TV Cultura de São Paulo. A entrevista irá ao ar no dia 1º de Agosto, às 22h00.

(Internacional Magazine) Marina Lima esbanja energia e competência no seu show “Acústico”: “Ter muita paciência consigo próprio, e acreditar, que aos poucos volta” (texto incidental do disco “Pierrot do Brasil”). Durante os anos que esteve “ausente”, muita gente ficou sem um referencial quanto à sua arte, conheciam a música, mas não a associavam à artista. Creio que seja essa a principal função desse novo trabalho, mostrar o quanto é relevante e atual sua obra, revisitando e atualizando o passado e apontando novos caminhos para o futuro. Marina Lima subiu a palco do Canecão dia 4 de julho para mostrar seu show “Acústico” aos fãs cariocas. Com o olhar e os ouvidos de quem acompanhou tanto as apresentações do retorno, com “Síssi na Sua”, quanto os shows do disco “Setembro” afirmo que, hoje, o assunto “depressão e suas conseqüências” está encerrado e já não interfere na voz e na “pegada” de Marina. (por Oscar Vasconcelos)

1º e 2 de Agosto. Marina Lima leva seu “Acústico” para o DirecTV Music Hall (SP).

21 de Agosto. O presidente do Bando Internacional de Desenvolvimento, Enrique Iglesias, jantou no Antiquarius com a cantora Marina Lima e seus irmãos, o poeta Antonio Cícero e Roberto – alto funcionário do Banco.

26 de Agosto. Marina Lima, Daniela Mercury e Paula Toller estiveram no Vídeo Music Music Brasil, realizado em São Paulo. Na hora de entregar o troféu para o ministro Gilberto Gil, pelo prêmio de melhor videoclipe de MPB para “Three Little Birds”, as cantoras fizeram trocadilhos em inglês.

27 de Agosto. Estréia do clipe da música de Marina, “A Não Ser Você”, no programa “Pulso MTV”, da MTV Brasil.

Setembro. (MPBFM.ig.com.br) Marina Lima é a “Artista do mês” da rádio MPB FM. Além de ver uma mini biografia da cantora, ouça algumas de suas músicas.

10 de Setembro. Marina Lima autografa seu novo CD “Acústico MTV” no projeto “Os Encontros” da FNAC Barra, no Rio de Janeiro.

12 de Setembro. Noite de autógrafos com Marina Lima na FNAC Pinheiros em São Paulo, no projeto “Sons do Brasil”.

18 de Setembro. No palco montado na Marina da Glória, Fernanda Abreu, Marina Lima, Ana Carolina e Monobloco fizeram shows para três mil pessoas, celebrando  o  3º  aniversário  da  rádio  MPB FM  com  uma  grande  festa  celebrando  o melhor da música nacional.

17 de Outubro. Após apresentação em Caxias do Sul, a cantora Marina Lima recebe do fã João Luiz Gomes duas pinturas a óleo feitas em sua homenagem.

21 de Outubro. Marina Lima faz uma participação especial na novela “Celebridade”, da Rede Globo. Na trama, a cantora recebe o “Troféu Celebridade” de melhor cantora.

31 de Outubro. Marina Lima volta ao Canecão, em curta temporada, com o show “Acústico”.

Novembro. A EMI Music lança no mercado fonográfico a coleção “Brasil de A a Z”. São 3 CDs com alguns dos maiores sucessos de Marina Lima. No CD 1 tem “Acontecimentos” e “Eu Não Sei Dançar”; no CD 2, “Deve Ser Assim” e “Pessoa”; e no CD 3 a ótima versão da música “Nem Luxo, Nem Lixo”, de Rita Lee.

11 a 15 de Novembro. Marina Lima volta ao DirecTV Music Hall com o Show “Acústico”.

14 de Novembro. A cantora Marina Lima concede uma entrevista a Amaury Jr em seu programa na Rede TV!

13 de Dezembro. A cantora Marina Lima participa de programa na Rádio Nova de São Paulo. Veja abaixo alguns trechos da etnrevista.

RN – Marina, você tem muitos anos de carreira, já fez muitos shows. Eu queria saber se você gosta da vida na estrada?

MLVocê sabe que tudo é uma questão de fase, teve uma época da minha vida que eu gostava muito de estúdio, e ainda gosto muito, adoro, porque é um lugar em que posso pesquisar, tenho até um estúdio pequeno em casa… Tem uma coisa que eu digo muito e que eu reafirmo isso: depois de uns anos acho que o Brasil ficou mais pobre, e o país é tão grande, eu acho que viajar, levando o show, levando sua arte e tal, é quase um trabalho de assistência social, o que você faz pelo Brasil, e eu estou tendo muito prazer em fazer esse show mesmo.

RN – A Rita Lee disse no programa “Saia Justa” que a música que não pode faltar nos shows dela é “Ovelha Negra”. Então eu queria saber de você: qual a música que não pode faltar em teus shows?

ML – Olha, uma música que não pode faltar é “Fullgas”, né? Porque na realidade ela meio que foi um estouro meu… Eu comecei a fazer sucesso no Brasil, eu fiquei conhecida do público com “Nosso Estranho Amor”, que o Caetano fez pra mim, e foi muito generoso, gravou comigo e o fato de aparecer com ele me tornou conhecida no Brasil inteiro. Mas a minha música autoral foi o que me deu uma cara autoral, um conceito musical… porque “Nosso Estranho Amor” nem é tão parecida comigo, musicalmente, mas eu estourei com “Fullgás” no Brasil. Foi o quarto disco, foi quando fiquei nacionalmente conhecida no meu país. Então as pessoas pedem muito, seria injusto não cantar. Uma canção que eu não agüento cantar no momento é “Acontecimentos”, que me cobram muito por não estar no Acústico, mas eu vinha cantando em muitos shows, e eu enjoei de uma maneira que falei: não vou mais cantar, não é justo eu ficar cantando isso não sentindo nada, entendeu?

Anúncios