1980

19 de Março. Em sua única visita ao Brasil, Bob Marley participou de uma festa que inaugurou as atividades do selo alemão Ariola no pais. A Island, gravadora original dos Wailers, era então um selo da Ariola. Bob interrompeu as sessões de gravação que resultariam no álbum “Uprising” para vir ao Brasil. A festa foi no alto do Morro da Urca. No camarote, o jamaicano conversou com Marina e Moraes Moreira, que fez uma apresentação contagiante naquela noite.

09 de Julho. Morre Vinícius de Moraes.

25 de Julho. Lançamento do segundo disco da cantora Marina: “Olhos Felizes” (Ariola).

14 de Agosto. (Jornal da Tarde/SP) “O swing da persistente Marina, em mais um disco.” Foram quase dois meses de estúdio, dentro da mais completa alegria e envolvimento, diz ela, para um disco “muito swingado”. Este foi aprendido na fonte, nos discos de Steve Wonder, nos sete anos que viveu nos Estados Unidos, exatamente no período em que começava a tocar violão com a ajuda de um casal latino-americano, Orlando e Isabel Letelier, amigos de seu pai. (…) a gravação do primeiro disco foi “com a cara e a coragem” pedir para Mazola, então produtor da Warner, para ouvir as músicas. Conseguiu marcar um horário e foi com seu violão. Mazola ouviu três, apenas, e perguntou se ela queria assinar contrato – e assim acabou sendo das primeiras contratadas da gravadora. (…) O contrato de mais de três anos com a WEA foi rescindido e lá foi Marina preparar o segundo disco de sua vida, com músicas compostas especialmente para este LP e tudo a partir da “inspiração”, porque não consegue ainda ter um método de trabalho, programar que de tal a tal hora irá compor. A maioria delas feita em parceria com seu irmão Antonio Cícero. De outros compositores, apenas “Corações a Mil”, de Gilberto Gil, “Seu Sabão”, de Djalminha, “Doce Vida”,  de  Rita  Lee  e  Roberto  de  Carvalho,  e  “Nosso Estranho Amor”, que Caetano Veloso fez para ela cantar. (autor desconhecido)

10 de Outubro. Exibição do musical infantil “Vinicius para Criança – A Arca de Noé”, na TV Globo. As músicas foram todas do disco de mesmo nome, lançado pela gravadora Ariola um mês antes, por conta da morte de Vinicius de Moraes. Destacaram-se no programa as músicas “O Pato”, com o grupo MPB-4, e “O Gato”, interpretada por Marina.

Anúncios